abril 28, 2012

Cachoeira: o Rei Midas ao contrário...rsrsrs

“Cachoeira é a verdade brasileira explícita, é o retrato do adultério permanente entre a coisa pública e privada...” Eles sabem “que merda não tem bússola e pode espirrar neles..”
                                    ARNALDO JABOR
“É o Rei Midas ao contrário: em tudo o que ele toca vira lixo. Em tudo o que ele toca, vira esterco...Ele tem o Poder de transformar coisas boas em coisas ruins...”

Essa é a história da mitologia grega. O Rei Midas transformava em ouro tudo o que tocava...Vamos pensar em um personagem que represente o contrário do Rei Midas, ou seja, que tenha a capacidade de destruir tudo o que toca, o Rei Sadim (um Midas ao contrário)


Pense num personagem que represente a antítese do Rei Midas, ou seja, que tenha a capacidade de destruir tudo o que toca...
Como todo rei, Sadim tem uma legião de seguidores que compõem uma verdadeira corte de bobos e de marionetes (entre homens públicos, empresários e políticos de todos os níveis) que vivem ao seu redor, alimentando o seu Poder e alimentando os seus respectivos bolsos. Esse é o retrato de sua vida de fachada. O Rei Sadim não tem nenhuma história de sucesso. Tudo e todos que forem tocados por ele, dia mais, dia menos, acabam chafurdando-se num lamaçal fétido de esterco humano.
CACHOEIRA: O REI MIDAS AO CONTRÁRIO...

Impressionante a transposição desse mito invertido da mitologia grega para o século XXI. CARLOS CACHOEIRA vem mostrando seus inimagináveis tentáculos por todo o Brasil, em várias áreas de atuação e com os mais inusitados personagens. Desde o cone do PREGADOR/SACRISTÃO passando pelos conhecidos “pulhas” disponíveis e pelos esquerdistas de francaria até atingir o “topo” do Poder em vários Estados deste imenso Brasil chegando a roçar a intocabilidade da REPÚBLICA com seus métodos, com suas tentações aos fracos e seus subterfúgios aos que querem “pecar’ só uma vez...
O PREFERIDO DO REI CACHOEIRA!
Senador, Deputados Federais, Deputados Estaduais, vários Governadores de Estado, altíssimos funcionários públicos, TODOS “respingados” pela lama podre desse Rei Sadim. Mas havia um preferido. O Governador do Rio de Janeiro, SÉRGIO CABRAL, desde o início de seu governo, passou a “estampar” uma nova faceta do Poder. Era o Poder convivendo explicitamente com o “braço operacional” de Carlos Cachoeira: o presidente da DELTA, FERNANDO CAVENDISH.

No famoso e caríssimo Hotel Ritz, em Paris, o governador Sérgio Cabral e Fernando Cavendish ensaiam passos de música brega...

Sabemos que o ex-governador GAROTINHO é adversário político de SÉRGIO CABRAL, mas foi em seu blog que encontramos o “histórico-tragicômico” (registrado com fotos) desse relacionamento “espúrio” marcado por viagens pelo Brasil e por inúmeras e “substanciosas” viagens a Paris... Vamos ao texto:
“O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) publicou em seu blog fotos que mostram o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e cinco de seus secretários em momentos de intimidade e confraternização com o dono da Delta Construções, Fernando Cavendish. Segundo o parlamentar, as imagens foram feitas em hotéis de luxo em Paris. Não há informações sobre quando foram feitos os registros. A empreiteira faturou R$ 1,5 bilhão em contratos assinados nos cinco anos e quatro meses de gestão do peemedebista.
Em uma das fotos, o dono da Delta aparece abraçado ao secretário de Estado da Casa Civil, Régis Fichtner. Braço direito de Cabral, o secretário foi destacado para realizar uma auditoria nos contratos da empreiteira com a administração estadual depois que a Operação Monte Carlo da Polícia Federal revelou a ligação da empresa com esquemas de desvios e fraudes liderados pelo contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.
Outras duas imagens mostram Cavendish e os secretários de Governo, Wilson Carlos Carvalho, e de Saúde, Sérgio Côrtes, em momentos de irreverência, com guardanapos de pano amarrados em suas cabeças. Cabral, Cavendish e Côrtes já haviam viajado ao exterior pelo menos uma outra vez. O trio, acompanhado de suas respectivas famílias, passou uma semana em Nassau, capital das Bahamas, no Caribe.
A amizade de Cabral com o dono da Delta tornou-se pública em junho do ano passado, durante outra viagem. O governador viajou para um luxuoso resort na Bahia para comemorar o aniversário de Cavendish. O encontro acabou em tragédia, quando caiu um helicóptero em que viajavam a mulher e o enteado do empresário e a namorada de um dos filhos do governador. Todos morreram.
Ainda aparecem nas fotos confraternizando com o dono da Delta o secretário de Transportes, Julio Lopes, o ex-titular da pasta da Fazenda, Joaquim Levy, e o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ) Aloysio Neves.
Garotinho, principal adversário político de Cabral atualmente, promete divulgar outras imagens constrangedoras do governador e Cavendish em Paris.”
RESUMINDO: o Rei Sadim, ops, o Rei Cachoeira está “impactando” o Brasil, conseguindo destruir carreiras e honorabilidades, transformando tudo num lamaçal execrável a envergonhar toda uma Nação estupefata! E a CPI está apenas começando. Apoiada, no início, pelo ex-presidente Lula que visava o governador Marconi Perillo, de Goiás, seu desafeto, NUNCA ANTES pudera imaginar que um dos atingidos seria seu fraternal preferido, o governador SÉRGIO CABRAL.
Que fique registrada a frase de abertura deste post, do Arnaldo Jabor. A “CPI do Cachoeira é um poço sem fundo”, segundo Jabor, e irá por a “nu” muitos personagens bufões da política e da administração pública brasileira:
“Cachoeira é a verdade brasileira explícita, é o retrato do adultério permanente entre a coisa pública e privada...” Eles sabem “que merda não tem bússola e pode espirrar neles..”

9 comentários:

Anônimo disse...

He! He! He! E o governador gordinho e falante que NÃO liga para os desastres ecológicos do Estado do Rio, gostava da mordomia do “braço direito do Cachoeira”... É, o presidente da Construtora DELTA, era amigo íntimo do governador Cabral. Esse que é o “adultério explícito entre o publico e o privado” de que falava o Arnaldo Jabor, com a maestria de sempre! É A VERGONHA NACIONAL!!!(haroldo;.leao@hotmail.com)

Anônimo disse...

Santo D’us!!!
Essa massa fétida ainda vai intoxicar toda a nação brasileira. Quem podia imaginar tanta sem-vergonhice? Deputados, Senador, 4 Governadores e altos funcionários do Governo Federal. A DELTA era a que mais recebia dinheiro dos cofres públicos! É uma vergonha histórica! Dona Dilma tem que faxinar! (Carla.bueno2011@bol.com.br)

Anônimo disse...

Acertou, Delmanto. “Matou a cobra e mostrou o pau...” Tudo registrado com fotos e fatos. Esse Cachoeira era e é um polvo maléfico a conspurcar a Pátria! A presidente Dilma tem que limpar tudo isso, até os “amiguinhos do Lula”. (p.gomes@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Vamos ver a famosa oração do “joazinho”:
“Senhor todo poderoso: há 2 anos o Senhor levou meu cantor favorito Michael Jackson! Meu locutor favorito Lombardi! Meu ator preferido Patrick Swayze! Minha dançarina preferida Lacraia! Esse ano levou minha cantora favorita Amy Winehouse! Quero lembrar ao senhor que meus políticos preferidos são:
José Sarney, Fernando Collor, Paulo Maluf, Ideli Salvatti, Tarso Genro, Olívio Dutra, José Dirceu, Antonio Pallocci, José Eduardo Cardoso, Aluísio Mercadante, Guido Mantega, Michel Temer (menos a mulher dele)...
Por favor coloque-os na ordem de sua preferência.”
Essa é muito boa! Limpeza geral!
(bastosgustavo@yahoo.com.br)

Antonio Carlos Muniz Macedo disse...

Excelente a analogia entre o "Cachoeira" e o Midas, quanto ao Cabral, ele disse em recente entrevista que "não tinha escolhido Paris, foi Paris que o tinha escolhido" Sou obrigado a de bom grado concordar com o Jabour, é merda para todo o lado, e veja bem ! Descompromissada com qualquer ideologia ou sigla partidária !

Anônimo disse...

Delmanto, só para ficar no campo da mitologia grega, não podemos nos esquecer que o Rei Midas era filho de Górdio (daí o famoso nó górdio...) Assim, o Cachoeira é especialista em dar “nó górdio” em seus “comparsas comprados por 30 dinheiros...” Muito boa a lembrança do Rei Midas e do Rei Sadim...rsrsrs!
(mariceiaoliveira@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Bom dia, Armando
Adorei este post
Parabéns
Obrigada sempre
Abraço forte,
Neide (neidesanches@uol.com.br)

Anônimo disse...

Essa participação do governador Cabral na corrupção da Delta, ainda vai dar o que falar. O ex-deputado federal Fernando Gabeira (PV) pegou carona nas denúncias que vêm sendo feitas pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR) contra o governador Sérgio Cabral (PMDB) e identificou Georges Sadala Rahin como o dono da empresa de factoring que faria a intermediação e facilitaria a lavagem de dinheiro. Sadala aparece nas fotos veiculadas no blog do Garotinho em que Cabral confraterniza com o dono da Delta, Fernando Cavendish, em Paris. (mariceiaoliveira@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

O governador Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro, está cada vez mais “envolvido” no caso escandaloso da DELTA/CACHOEIRA. O EX-PREFEITO DO Rio, Cesar Maia, mostrou as contradições de Cabral. Vale a pena registrar: "Cabral afundou-se numa dupla contradição. Se a viagem era oficial, o que fazia o empreiteiro na farra? Se as relações eram pessoais, o que faziam secretários na farra?". Do ex-prefeito do Rio, Cesar Maia, sobre as fotos do governador Sérgio Cabral (PMDB-RJ) e seus secretários na França com Fernando Cavendish, presidente licenciado da Delta, empresa investigada no caso Cachoeira. (Cesar Maia - Painel - Folha de SP, 02)
(haroldo.leao@hotmail.com)

Postar um comentário