julho 26, 2012

Jatinho Olímpico:
Cabral, o Deslumbrado!!!

RJ gasta R$ 2,2 milhões para levar comitiva de governador para Olimpíada de Londres

O governo do Rio de Janeiro está usando a Olimpíada e a Copa do Mundo como justificativa para alugar por R$ 3,5 milhões um jatinho executivo para Cabral.

Em matéria publicada pela UOL, assinada por Vinicius Konchinski, em 23/07/2012, temos registrado mais um “abuso oficial” do governador Cabral. Já tendo ficado famoso pelas inúmeras viagens a Paris, com jantares nos mais caros restaurantes e sempre com grande comitiva (e com o “amigo” Cavendish, da DELTA), agora o “falante” homem público carioca investe em Londres...


Apenas para registro, destacamos que  a PREFERÊNCIA  dada pelo Comitê Olímpico à agência Tamoyo NÃO exclui o Governo do Estado do Rio de seguir os trâmites LICITATÓRIOS!!! A empresa que vencer a LICITAÇÃO necessária, porque legal, É QUE FARÁ ESSA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM A TAMOYO y TURISMO!
Obs.: Em 2016, nas Olimpíadas do Rio, o governador Cabral PODERÁ OU NÃO estar à frente do Governo do Estado...

VAMOS À MATÉRIA:
“O governo do Rio de Janeiro firmou dois contratos com a agência de viagens Tamoyo y Turismo para levar a comitiva do governador Sérgio Cabral à Olimpíada de 2012. Pelos acordos, ambos fechados sem licitação, o governo pagará até R$ 2,260 milhões para garantir a presença de Cabral e outros 13 representantes estaduais nos Jogos Olímpicos.
O vice-governador Luiz Fernando Pezão; o secretário da Casa Civil, Regis Fitchtner; a secretária do Esporte e Lazer, Márcia Lins; e a primeira-dama Adriana Cabral são alguns dos escalados para a viagem a Londres. Todos eles, segundo o governo, fazem parte da comitiva porque trabalham no projeto da Olimpíada de 2016, que será sediada pelo Rio.
Para que eles possam assistir às festas de abertura e encerramento dos Jogos e também às competições, o governo do Rio gastou 54,2 mil libras esterlinas (cerca de R$ 171 mil)em ingressos. Por meio de um contrato firmado com a Tamoyo no ano passado, foram compradas 338 entradas. Ou seja, cada membro da comitiva do governador poderá, na média, assistir a 24 eventos olímpicos. A entrada para cada um deles custará R$ 500, também na média.
Já para a viagem e hospedagem da comitiva, serão gastos até R$ 2,088 milhões. O valor consta de um outro contrato feito com a Tamoyo, este fechado em junho deste ano.
Esse contrato inclui os serviços de transporte, os seguros de viagem dos membros da comitiva, além das diárias em hotel e as passagens de avião. Aliás, dos 14 membros do governo que vão a Londres, 10 deles vão e voltam do Reino Unido mais de uma vez durante os Jogos.
Só o governador Sérgio Cabral viajará para Londres três vezes durante a Olimpíada. Na semana que vem, ele parte do Rio para assistir à abertura dos Jogos Olímpicos. Em agosto, volta para a festa de encerramento. Já em setembro, vai a Londres mais uma vez para assistir ao encerramento dos Jogos Paralímpicos de 2012. Em todas essas viagens, Cabral estará acompanhado da primeira-dama.
O governador e todos os representante do Estado do Rio de Janeiro ficarão hospedados no hotel cinco estrelas One Aldwych, localizado perto da Waterloo Bridge. Lá, um quarto de luxo, uma suíte executiva e cinco quartos executivos estarão reservados para receber a comitiva estadual. Tudo isso já consta do contrato firmado entre o governo e a Tamoyo.
A agência de viagens é a única credenciada pelo Comitê Organizador da Olimpíada para vender ingressos dos Jogos de Londres no Brasil e também prestar os serviços contratados. Por isso, segundo o governo, não foram feitas licitações para os contratos.
A Tamoyo ainda ressaltou que “o processo de contratação obedeceu as regras legais”.
Após a publicação da reportagem, a assessoria de imprensa do governo do Rio de Janeiro entrou em contato com a reportagem do UOL. Em nota, o governo informou que, apesar da viagem da primeira-dama estar incluída no contrato com a Tamoyo y Turismo, Adriana Cabral custeou suas próprias despesas e ressarciu os cofres estaduais.
O governo ainda afirmou considerar a reportagem "tendenciosa" já que a Tamoyo y Turismo é a única empresa credenciada para prestar os serviços contratados pelo estado. Por isso, não haveria como ser realizada uma licitação”

8 comentários:

Anônimo disse...

O "cara" perde o senso do certo e do errado quando está despreparado para exercer o Poder Público. Esse "gordinho e falastrão" que é o governador Sergio Cabral do Rio de Janeiro é um EXEMPLO NEGATIVO! Questionado por suas festanças caríssimas em Paris, saiu com essa: "Não fui eu que escolhi Paris, Paris é que me escolheu..."
Alé de tudo é cara de pau!
Ele te que ir é para "Bangu 1", numa cela bem cheia...rsrsrs
(p.gomes@yahoo.com.br)

requeri disse...

adriana ressarciu?!?!?!?!?!?!

dos 170.000 que cada um dos 13 vai usar, a dona adriana devolveu 32.000 da parte que lhe coube. e o resto???

tombaram a roubalheira!!!

Anônimo disse...

“Mas o governador Sérgio Cabral, o mais corrupto deles, ainda não foi conectado diretamente com Cachoeira e continua fora da agenda da CPI, protegido pelos laços familiares com Aécio Neves (PSDB) e Francisco Dornelles (PP), que mandaram os correligionários da CPI protegerem o contra-parente. Este é o quadro. A imprensa até parece ter esquecido de Sergio Cabral e sua quadrilha, muito mais vulnerável do que os grupos de Perillo e Queiroz, que permanecem na linha de fogo diariamente”.
(Tribuna da Imprensa 14/06/2012 – Carlos Newton)
Essa notícia, é bom lembrar, faz com que esse “FESTIVAL EM LONDRES” seja analisado com muita seriedade. Cabral, o “fanfarrão” não perde uma. É um “carente social”, delumbrado com qualquer mordomia. Pau Nele!!!
(bastosgustavo@yahoo.com.br)

Delmanto disse...

A LICITAÇÃO para a viagem da comitiva do governador do Rio de Janeiro para as Olimpíadas de Londres é OBRIGATÓRIA! E esse entendimento é básico nos resguardo da res publica. Claro que o Comitê Olímpico tem as suas normas, MAS NENHUMA delas tem o poder de isentar o Poder Executivo de um Estado Federado Brasileiro de CUMPRIR as suas Leis regulatórias.
Nesse caso, o Governo do Estado do Rio de Janeiro TERIA que fazer uma LICITAÇÃO e a Agência vencedora é que teria condições legais para usar os serviços da agência escolhida pelo Comitê Olímpico, ou seja, a Agência Tamoyo y Turismo.
Falha grave e passível de ressarcimento ao Estado, além das cominações criminais.

requeri disse...

mas, e as fotos e vídeos do governador sérgio cabral com o dono da construtora delta, fernando cavendish??? não seriam de grande valia???

alguns brasileiros já conseguem sentir um aroma delicioso de pizza, quando pensam em rio de janeiro x delta.

a delta tem contratos milionários - em dólares - com a cidade do rio para grandes projetos.
o estado do rio de janeiro tem contratos faraônicos com aquela empresa.

fernando cavendish, que deixou a presidência da empresa por conta das acusações de roubalhera, é amigo chegadíssimo do governador sérgio cabral.
lembra daquele helicóptero que caiu em junho/2011, matando sete pessoas, inclusive a namorada do filho de sérgio cabral??? então, ele voava carregando amigos que comemoravam o aniversário de cavendish ...
por conta daquele acidente, esse cabral que está se divertindo como descobridor de novas formas de corrupção, teve a cara de pau de assinar um decreto que criava o código de conduta ética que limita as relações entre os agentes públicos e o setor privado. segundo o código, aqueles flagrados em desvio de conduta poderão ser advertidos ou até exonerados do cargo.


é isso.

Anônimo disse...

O “curriculum vitae” de Sérgio Cabral já é volumoso. Começou a ficar “diferenciado” quando presidiu a ALERJ – Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. Lá começou a mostrar a sua “habilidade” no comando, fazendo uma “Assembléia” extremamente CORPORATIVA. Foi um período na qual a ALERJ era intocável... Depois, descobriu-se as “mordomias” dos deputados. Graças a esse “desempenho”, chegou ao Senado. Agora, como Governador, vem tendo um desempenho um pouco mais “DESCUIDADO” que lhe poderá custar a carreira política. Talvez a sensação de IMPUNIDADE tenha levado o “espertinho” do governador Cabral a cometer tantos excessos e erros graves... Cuidado! Aí vem “chumbo gosso”...
(carlosantoniomascarenhas@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Olá, Delmanto.
Mari comentou a notícia Jatinho Olímpico: Cabral, o Deslumbrado!!!.

Comentário:
É o Brasil, né?
Mari (Mari Canfield/Dihitt)

Responda e leia mais no endereço http://www.dihitt.com.br/meu_conteudo#n=jatinho-olimpico-cabral-o-deslumbrado&c=1592727

Anônimo disse...

Vige!!! Esse Cabral vive na mordomia, talvez seja por isso que é tão gordinho e falante... Durante o seu mandato já esteve 128 dias em viagens “oficiais” ao exterior. REPETINDO: 128 dias! Só em Paris já esteve 5 vezes, em Londres já esteve 4 vezes e + 4 vezes em Nova York!!!
Agora em Teresópolis e Petrópolis que sofreram o maior desastre ecológico já ocorrido no Brasil, com certeza, ele tem ido muito pouco. Nada foi feito em reconstrução, o dinheiro enviado foi desviado, enfim, no mínimo, o governador Cabral não acompanhou com a dedicação esperada a recuperação dessa região castigada do estado do Rio.
Acorda Rio!
(carla.bueno2011@bol.com.br)

Postar um comentário