abril 12, 2013

Mudança da Capital Paulista
para o “Coração” do Estado!!!


 UM NOVO JUSCELINO?

clique na imagem para ampliá-la

NOVA CAPITAL PAULISTA!!!


"SÃO PAULO PRECISA PARAR!"
Engº José Carlos de Figueiredo Ferraz -Prefeito de São Paulo/1973

COMENTÁRIO:

Eu me lembro muito bem do Prefeito Figueiredo Ferraz quando ele disse aquela frase e foi demitido pelo Governador Laudo Natel. O homem era professor da Escola Politécnica da USP, sabia das coisas. São Paulo tinha que parar de crescer, era preciso criar outros pólos de desenvolvimento no interior do Estado. E o que aconteceu? A Capital continuou a crescer desordenadamente e deu no que deu: Caos Total!
O homem estava certo.As áreas de preservação ambiental foram invadidas, favelas foram surgindo e o Poder Público num silêncio completo! Isso foi dito há 40 anos atrás! E entra Prefeito e sai Prefeito, e entra Governador e sai Governador e NINGUEM toma uma atitude. Pô, até quando???  (haroldo-leao@hotmail.com)


Este Blog vem, como sempre, convocar a intelligentzia paulista para que ela possa, unida, concretizar um dos maiores ideais na efetiva transformação da qualidade de vida de São Paulo e na transferência da CAPITAL PAULISTA para a região central do Estado.



A revista Veja/São Paulo, de 06/04/2011, em uma edição especial sobre TRÂNSITO colocou claramente o problema gravíssimo da atual Capital Paulista:
“É BRINCADEIRA!
Estamos andando na velocidade de um carrinho de controle remoto.”
E é exatamente isso! A cidade de São Paulo, parou! È a velocidade, diz a revista, do carrinho Maximus, da Estrela: ele atinge até 17 Km/h !


E o trânsito caótico de São Paulo é APENAS um dos graves problemas a IMPEDIR que a Administração Estadual (Governo de São Paulo) consiga ter um mínimo de racionalidade e funcionalidade, prestando um bom serviço aos paulistas. E a realidade da administração estadual “espalhada” nos mostra: prédios esparsos por toda a cidade abrigando as repartições públicas e as secretárias estaduais, transformando o acesso a eles em verdadeira maratona no trânsito que provoca atrasos e descumprimento de horários; a vinda de prefeitos e vereadores do interior do Estado para os contatos necessários em órgãos públicos, nas secretárias e no Palácio dos Bandeirantes, acarretando aumento de tempo de permanência na capital, aumento de gastos com hotéis e restaurantes e nem sempre conseguindo dar conta da pauta oficial.

Capital já “exporta” Prédios/Estadão/leia aqui

O próprio desempenho do Governo do Estado com as Secretárias e os Órgãos Técnicos, enfim, é o CAOS ADMINISTRATIVO definitivamente implantado na capital atual. Em Minas Gerais, o então governador Aécio Neves, criou a Cidade Administrativa, na região metropolitana de Belo Horizonte. Quer dizer, mudou a Capital para não sobrecarregar BH.
Esse trabalho jornalístico da VEJA, vem reforçar o que o Governo do Estado, através de seus órgãos técnicos (CEPELCA), já estudou e concluiu: A Nova Capital Paulista precisa estar no Quadrilátero Central do Estado. E cinco (5) regiões foram escolhidas no centro geográfico do Estado.
Ora, os estudos técnicos indicaram as seguintes regiões: região W 2: perto das cidades de Botucatu/Pardinho/Itatinga; região W 1: perto das cidades de Torrinha/Dois Córregos; região N 2 e 3: perto da cidade de São Carlos; e a região N 1: perto da cidade de Porto Ferreira. Todas na parte central do Estado. O que Campinas não possui é exatamente isso: a necessária distância da atual Capital.


clique na imagem para ampliá-la
A revista cultural Peabiru, em edição especial de janeiro/fevereiro de 2008, publicou a matéria (atualizada): “30 ANOS DEPOIS...BOTUCATU & A NOVA CAPITAL”. Isso porque a região de Botucatu foi uma das escolhidas para sediar a futura capital, no chamado “Quadrilátero Central do Estado”.


clique na imagem para ampliá-la
30 Anos Depois...Botucatu & A Nova Capital/leia aqui

11 comentários:

Anônimo disse...

Puxa vida! É isso que precisa ser feito. Que o espírito ousado de Juscelino Kubitscheck incorpore nos políticos paulistas e que traga junto a mágica criativa de Oscar Niemeyer e o paisagismo único de Burle Max. Isso desafogaria São Paulo e criaria um novo pólo de desenvolvimento no coração de São Paulo, no interiorzão mesmo! Campinas já está “colada” na atual capital, fora de cogitação. Então é mobilizar a sociedade civil para que os políticos partam para essa solução magnífica! OAB, CNBB, Entidades dos Arquitetos, Funcionários Públicos, Associação Paulista dos Municípios, a Imprensa falada, escrita, televisionada e os Blogs e Sites dos Movimentos Sociais, enfim, a sociedade organizada realizando essa grande e indispensável obra. Contem comigo! Avante! (luisroberto-souza@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

O governador Geraldo Alckminn poderia ter sido um novo Juscelino Kubistcheck. Ele conhece bem o Estado e poderia ter realizado a mudança da Capital para o interior do Estado, no “Quadrilátero Central”. É pena...E ele teve tempo, pois poderia ser reeleito e governar São Paulo por + 4 anos. Faltou visão administrativa e CORAGEM POLÍTICA!
A construção da Nova Capital CONSAGRA qualquer político. Essa medida terá que ser tomada. São Paulo já atingiu seu limite máximo. É uma cidade congestionada, sem qualidade de vida, com seus habitantes perdendo, em média, 2 horas para irem ao trabalho e 2 horas para voltarem para casa...
Vamos ser ousados e procurar eleger um candidato a governador que se comprometa a realizar a MUDANÇA DA CAPITAL PARA O CENTRO DO ESTADO!
(pinto.rodolfo28@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Eu me lembro muito bem do Prefeito Figueiredo Ferraz quando ele disse aquela frase e foi demitido pelo Governador Laudo Natel. O homem era professor da Escola Politécnica da USP, sabia das coisas. São Paulo tinha que parar de crescer, era preciso criar outros pólos de desenvolvimento no interior do Estado. E o que aconteceu? A Capital continuou a crescer desordenadamente e deu no que deu: Caos Total!
O homem estava certo.As áreas de preservação ambiental foram invadidas, favelas foram surgindo e o Poder Público num silêncio completo! Isso foi dito há 40 anos atrás! E entra Prefeito e sai Prefeito, e entra Governador e sai Governador e NINGUEM toma uma atitude. Pô, até quando??? (haroldo-leao@hotmail.com)

Anônimo disse...

requeri disse...
morei em campinas e, por lá, há 40 anos, o povo ostentava ares de capital da província. hj não sei como se comporta mas, acredito que a briga para trocar o status de capital do interior pelo de capital do estado, seria boa, tendo botucatu como concorrente.

é isso.

Anônimo disse...

Olho aberto com esse pessoal da cidade das andorinhas, princesinha d'oeste, terra de Carlos Gomes... Campinas sempre teve a posse pedante de Capital. O campineiro sempre quis ser diferente... Foi com o Quércia que Campinas perdeu a “virgindade nobre” para o povão. Antes dele, só figurão é que era Prefeito. Agora já está mais popular. O fato do "trem bala" vir do Rio/São Paulo/Campinas já é um indicativo das cartas marcadas...
Alô, alô Terezinha! Te cuida que vem “bacalhau” por aí!!!
(maria-de-lourdes2004@hotmail.com)

Delmanto disse...

Nós estamos vivendo tempos de MUDANÇA na política brasileira e paulista. Em 2014, teremos a oportunidade de fazermos uma alternância positiva no Poder Público Estadual, tirando de cima do muro os “tucanos” que se esmeraram em “privatizar” sem controle de qualidade (exemplo: FEPASA –antiga SOROCABANA) e em colocar PEDÁGIO em rodovias prontas... E o atual governador Alckmin tentou justificar dizendo que “São Paulo tem as melhores estradas do Brasil”... Além de desinformado, tentou induzir a opinião dos paulistas com uma “quase verdade”!!!
Sim, São Paulo possui as melhores estradas do Brasil. É VERDADE! Só que São Paulo Possui as melhores estradas do Brasil mesmo ANTES da implantação do Pedágio e ANTES dos “tucanos” chegarem ao Governo Paulista!!!
NOVOS TEMPOS virão! É preciso estarmos atentos para escolhermos um candidato que se aproxime do perfil de JUSCELINO. Um candidato com idéias, repetimos – IDÉIAS! -, positivas para o futuro do Estado de São Paulo. Idéias positivas para a implantação das ESCOLAS DE TEMPO INTEGRAL e para a corajosa e inevitável DECISÃO de aprovar a mudança da CAPITAL para o chamado “Quadrilátero Central do Estado” que foi determinado pelos melhores técnicos em planejamento do próprio Governo Paulista.
QUEM SERÁ O NOVO JUSCELINO KUBISTCHECK?!?
QUEM MUDARÁ POSITIVAMENTE O PERFIL DE SÃO PAULO?!?

Anônimo disse...

Ana Maria Nogueira Pinto Quintanilha (Facebook): Eu não havia pensado nisso. Tomara que surja um Jk paulista!

Anônimo disse...

Antonio De Oliveira Moruzzi (Facebook): Nestes dias...com os custos... diria ... muito difícil... e...Botucatu... teria séria concorrente... São Carlos ... e, também se não me falha a memoria...Jaú !

Armando Moraes Delmanto: A desculpa dos “custos” é a mesma que a oposição usou contra a construção de Brasília...
No “Coração do Estado”, tanto faz que seja em Botucatu, São Carlos ou Jaú...
Seria uma solução técnica, seguindo as conclusões da CEPELCA, órgão técnico do Estado que estudou com os melhores profissionais sobre o assunto, por anos e anos.
Obrigado pelo comentário pertinente.
Minhas saudações botucatuenses a São Carlos!

Anônimo disse...

Eunice Lima (Facebook): Acho meio difícil nos dias de hoje surgir alguém com a garra e determinação de JK mas, vamos sonhar e torcer para que se torne realidade. Não sei se gostaria de ver Botucatu passando por uma mudança tão drástica. Sorocaba já está muito difícil de viver. Cresceu e desenvolveu demais. Já temos todos os problemas que existem na capital.
Armando Moraes Delmanto: A futura capital, caso fosse escolhida a nossa região, seria localizada onde hoje existe a Fazenda Paula Souza, entre Botucatu, Itatinga e Pardinho.
Claro que com um centro administrativo tão perto de Botucatu, o progresso viria, sem dúvida. Botucatu, em pouco tempo, seria uma ”nova Sorocaba”...
O atual presidente da Academia Botucatuense de Letras, prof. Antonio E. Klar escreveu, há muito tempo, um artigo no qual ele conta a experiência de uma pequena cidade inglesa que teve proposta de uma grande indústria se instalar em seu território, gerando empregos e progresso. E foi feita uma ampla pesquisa, a cidade era pequena e seus cidadãos foram ouvidos e, por ampla maioria, optou-se pela manutenção da qualidade de vida e contra a vinda da indústria e do consequente progresso...
É tema para debate, Eunice.
Bom comentário.
Valeu.
Grande abraço.

http://crateravargemgrande.blogspot.com/ disse...

O PV JÁ esta discutindo a tese da mudança da capital no conceito de descentralização, regionalização, federalismo poder local e parlamentarismo no nível federal.
Convidamos todos de firma aberta suprapartidária discutir o tema. Temos um ore candidato aberto Gilberto Natalini
Walter.tesch65@gmail.com

Anônimo disse...

Ótimo site !parabéns vai para os meus favoritos
eu também tenho um site:
https://www.mudancteasgatoazul.com.br/

Postar um comentário