julho 13, 2013

O Novo Brasil &
O Começar de Novo!

COMEÇAR DE NOVO



A VOZ DAS RUAS JÁ DEIXOU O SEU RECADO: É HORA DE MUDANÇA! JÁ!

A política brasileira não evoluiu como se esperava após a implantação da Nova República. A esquerda se descaracterizou, adotando os “vícios” praticados no passado, como se fosse o “método esperto” de se fazer política (virou uma “direitona”). A direita praticamente sumiu: de um lado, a liderança egocêntrica e autofágica de Paulo Maluf e, de outro lado, o grupo do antigo PFL (hoje, DEM) que optou por ser mero apêndice do PSDB, descaracterizando-se como partido.


O quadro político brasileiro merece um estudo de um grupo de sociólogos “não engajados”... Um estudo e uma proposta efetiva de Reformulação Partidária positiva e sem os “balcões de negócios” como ficaram caracterizados alguns pequenos partidos. E não tem muito segredo no mundo atual. É um Partido Conservador e um Partido Progressista, abrigando cada um as várias tendências naturais com as suas propostas. A representação dos Estados Federados, igualitária no Senado e proporcional ao eleitorado para a Câmara dos Deputados. O voto facultativo, a fidelidade partidária, o voto distrital, enfim, toda uma estrutura que teria que sair de um grupo de estudos e propostas à população em uma Assembléia Nacional Constituinte.

clique na imagem para ampliá-la

E, enquanto tudo permanece nessa mesmice política, as decisões isoladas de alguns políticos democráticos, tem chamado a atenção pela coerência e pela importância que representam no atual sistema partidário.

Arthur Vírgilio Filho. Ex-Senador Líder do PSDB no Senado Federal foi candidato a Prefeito em Manaus, capital do Estado do Amazonas. E, para isso, teve que se afastar da Embaixada do Brasil em Portugal, onde exercia suas funções como diplomata de carreira.

Cesar Maia, Ex-Prefeito do Rio de Janeiro, pelo PFL/DEM, saiu também candidato a Vereador da cidade do Rio de Janeiro/RJ. Vitorioso e campeão de votos!


É decadência política? Para os “cabecinhas de croaca” pode parecer...rsrsrs Mas são atitudes maduras de lideranças políticas que sabem que o Brasil está politicamente doente e sem perspectiva imediata de uma REFORMA POLÍTICA. Assim, partiram eles, corajosamente, para um trabalho de reforço partidário visando, pelo menos, o fortalecimento de seus respectivos partidos.

Seria bom que o Brasil visse esses exemplos se repetindo pelos estados. A revitalização partidária, sem “senhorio” pode ser um poder regulador da qualidade política de seus  candidatos, excluindo os aventureiros e oportunistas e “peneirando” as novas e necessárias lideranças. A VOZ DAS RUAS está dizendo exatamente isso: "Vivemos momentos Revolucionários/ Queremos mudar as coisas!!!"

É um recomeço!

É uma releitura da prática política!

VAMOS "CONVOCAR" OS "CIDADÃOS PRESTANTES"!!!

VENHAM PARA A POLÍTICA!

VAMOS MUDAR ESSA "COISA FEIA", ESSA REALIDADE POLÍTICA ANÃ, ESSA DEMOCRACIA-MEIA-SOLA!

É um COMEÇAR DE NOVO!!!

9 comentários:

Anônimo disse...

Delmanto, acho um boa medida e um excelente exercício da cidadania essa postura do Cesar Maia e do Arthur Virgílio .Independente da posição partidária é um atitude muito positiva. O Gabeira também poderia ter saído candidato a vereador, daria um grande reforço ao PV. E em outros estados, se as lideranças “limpas” tomassem essa atitude a realidade política nossa iria melhorar com certeza.
Onde estão o Cunha Bueno, o João Cunha, a Cidinha Campos, a Heloisa Helena e tantas outras lideranças?!? Vamos por a mão na massa!!!(p.gomes2yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Pelo que conheço de política, esse é o caminho! O Cesar Maia e o Arthur Virgílio foram os campeões de votos. E é uma estratégia inteligente. Claro que a liderança tem que ter a humildade de disputar um cargo que normalmente está no primeiro degrau da carreira política...Mas é entusiasmante. O líder político colocando seu nome à disposição para a Câmara de Vereadores, que é o “instamento político” mais próximo do povo. Muito bom. Avante!!! (haroldo.leao@hotmail.com)

Anônimo disse...

Diplomata e político, é fácil?!? Quem via a atuação do Senador Arthur Virgílio na tribuna ficava orgulhoso do Brasil ter homens públicos como ele. E vi, pela TV Senado, ele votando e apoiando assuntos de interesse da Nação, sem qualquer ranço contra o Governo Federal. Ele sempre sabia separar as coisas, nunca radicalizava sem fundamento.
(luisroberto-souza@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Delmanto, é a persistência, a presença constante na tribuna, os argumentos trabalhados e pesquisados, o debate inteligente, tudo isso é que construiu a imagem de homem público do senador Arthur Virgílio. Porque o senador Aloísio Nunes não abre a boca e não tem destaque? Porque é tão omisso quanto o senador Eduardo Suplicy? São Paulo está muito mal representado no Senado Federal e essa lembrança oportuna do trabalho político e da liderança carismática de Arthur Virgílio nos incentiva a pensar que ainda é possível reverter essa situação que tanto desmerece os paulistas. Temos o “casal” Suplicy, ou seja, NÃO temos voz a nos defender e temos, também, o Aloísio Nunes que, como sempre, está à espreita do que possa ser bom pra ele, afinal já conviveu e muito bem com Temer, Wagner Rossi... (carlosantoniomascarenhas@yahoo.com.br)

Delmanto disse...

A VOZ DAS RUAS já mandou o seu recado! E o Congresso e a Presidência da República estão dando uma de “João sem braço”, ou seja, fingem que estão entendendo...MAS NÃO VÃO FAZER NADA...
O futuro, todos sabemos, é a sociedade organizada (é a vanguarda da "intelligentzia brasileira", são os seus centros universitários, a imprensa independente, os jornalistas com colunas ou blogs, os cientistas sociais, as lojas maçônicas, os clubes de serviço ,Rotary, Lions, a OAB, a CNBB, a ABI, as Academias de Letras de todo o país, os órgãos representativos dos profissionais liberais e tantas outras entidades representativas e com destaque junto às comunidades às quais prestam serviços) caminhar para uma Assembléia Nacional Constituinte para repor o Brasil na rota segura da democracia plena e do desenvolvimento sustentável.

A postura cidadã de Cesar Maia e Arthur Virgílio é a certeza de que não se pode ficar parado. Enquanto não se organiza a sociedade para a caminhada em busca da grande REFORMA POLÍTICA QUE NOS LIBERTARÁ DESSA “democracia meia sola” QUE VIVEMOS!

Vamos incentivar mais políticos como os dois a seguirem esse caminho mas vamos buscar a “intelligentzia brasileira” para que a SOCIEDADE BRASILEIRA SE ORGANIZE. E a SOCIEDADE ORGANIZADA PODE TUDO!!!
A VOZ DAS RUAS – OS INDIGNADOS BRASILEIROS! – PRECISAM TOMAR O COMANDO DE SEU PRÓPRIO DESTINO. E – PELA POLÍTICA NOV/LIMPA! – CONSTRUIR A DEMOCRACIA BRASILEIRA!!!

Anônimo disse...

Delmanto, essa IMPUNIDADE se repete em cascata: são as Corregedorias Estaduais, é o Conselho de Ética das Câmaras Municipais, é a Ouvidoria das Prefeituras, também são as Ouvidorias dos órgãos e empresas, enfim, em todo lugar há esse “espírito de corpo”. É problema cultural.
VEJAM: o Senado aprovou CORRUPÇÃO como CRIME HEDIONDO, pois bem, na CÂMARA DOS DEPUTADOS foi DERROTADO! ASSIM NÃO DA´...
Então, a imprensa de um modo geral, pode desempenhar um papel importantíssimo na implantação de uma cultura positiva e higiênica, no sentido de que todo e qualquer desvio de função, malfeito ou conivência, sejam apurados com rigor. Essa postura só viria a dar credibilidade às Instituições públicas e privadas. É coisa de 1º Mundo! (jair.castro66@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Joana Sant'Iago (Facebook): compartilhou sua foto.
sabado - 13 de julho
Chegou a hora . Vamos lá.

Anônimo disse...

João Guilherme Avelar Campos (Facebook): Tamojunto!!

Anônimo disse...

Carmem Lúcia da Silva (Facebook): Acredito que possamos fazer a diferença a partir de nós

Postar um comentário