junho 13, 2013

Medicina/UNESP:
“É golpe de Bauru”,
afirma o Prof.
Dr. Herculano Dias Bastos.


É GOLPE!!! É INSANIDADE!!!
(foto Sidney Trovão) 
 clique na imagem para ampliá-la

Agora está tudo ficando claro. Os posicionamentos estão sendo feitos. Depois de mais de 15 dias, o prefeito de Botucatu, João Curi declarou que “não é contra Bauru ter um curso de Medicina da UNESP”, quando a real questão era bem outra: a proposta é de criação de 60 vagas para o Curso de Medicina em Botucatu...só que as vagas seriam instaladas em Bauru!” Essa “GAMBIARRA” é que denunciamos e o prefeito mostrou que quer, mais uma vez, ser “esperto” e não se posicionar em DEFESA DE BOTUCATU!


Mas, ainda ontem, o jornal Diário da Serra, fez um editorial se posicionando contra essa “artimanha”. Essa posição, reiterada hoje por seu diretor Pedro Manhães, consolida a posição majoritária da nossa população. Em reunião da Congregação da Faculdade de Medicina de Botucatu, NÃO foi aprovada essa proposta. Portanto, a FMB também está se posicionando CONTRA a utilização indevida de Botucatu.




Também hoje, no mesmo jornal, em entrevista ao repórter Haroldo Amaral, o prof. Herculano Dias Bastos, posicionou-se firmemente sobre o caso. O prof. Herculano foi Professor Titular da Faculdade de Medicina, Diretor do Hospital das Clínicas, Secretário Municipal da Saúde, Assessor da Reitoria da UNESP. Está credenciado a analisar o assunto tecnicamente.
clique nas manchetes para ampliá-las

Indignado com os encaminhamentos dos últimos meses, Herculano não se autocensurou ao dizer que avalia estar em curso um “golpe” de Bauru contra a Faculdade de Medicina de Botucatu.”
“A questão da ampliação de vagas em Bauru é muito simples e se chama golpe. Porque golpe? Para criar uma faculdade de medicina, seja pública ou privada, são longos os caminhos. Os processos tem de passar pelo Conselho Nacional de Educação, pela Câmara de Ensino Superior do Ministério da Educação, pelo Conselho Estadual e pelo Conselho Federal de Medicina e essas entidades todas são contrárias à criação de faculdades de medicina".

“O professor Herculano Dias Bastos destacou que o Governo Federal e as entidades relacionadas à formação profissional médica, estimulam a instalação de faculdades no Norte, Nordeste e Centro Oeste. No entendimento de Herculano, o "golpe de Bauru” é pegar carona na abertura de vagas do curso de Medicina em Botucatu, sem ter que respeitar a legislação existente.”

Caracterizada, assim, a tentativa da “GAMBIARRA” que querem fazer com a Faculdade de Medicina de Botucatu/UNESP! O professor Herculano ainda destacou: “Ao contrário da UNESP, a USP e a UNICAMP tem juízo na hora de ampliar cursos.” Profundamente indignado, lembrou “que a USP (Universidade de São Paulo), também tem um campus em Bauru e poderia instalar nele uma faculdade de medicina, mas se negou a participar do projeto logo depois de ser procurada pelos defensores da idéia.”

Depois, todos já sabemos. O deputado Pedro Tobias conseguiu “cooptar” altos funcionários da UNESP, ligados ou nascidos em Bauru, para “vender” essa idéia estapafúrdia para a Faculdade de Medicina de Botucatu. Depois, o desenrolar da crise, com as “omissões vergonhosas de nossas autoridades e representantes". Os links abaixo relacionados nos dão a real dimensão desse “passa moleque” mal enjambrado, prejudicando e TRAINDO BOTUCATU!!!
( os grifos/negritos são nossos)

28 comentários:

Delmanto disse...



A posição clara do Professor Titular da Faculdade de Medicina/UNESP, Herculano Dias Bastos e o posicionamento do jornal Diário da Serra, das rádios Municipalista e Clube FM, além dos pronunciamentos corajosos nas redes sociais, estão a mostrar que NÃO COMPENSA O MALFEITO! Essa “esperteza” de alguns docentes da UNESP somada à posição do deputado Pedro Tobias, inimigo declarado de Botucatu, + a “omissão comprometedora” de políticos do PSDB de Botucatu, FELIZMENTE, não está dando certo e – com certeza! – NÃO DARÁ CERTO!!!
Não se pode USAR a competência profissional e educacional da Faculdade de Medicina de Botucatu, com 50 Anos de serviços prestados à população e à educação do Estado de São Paulo. Não é justo alguns docentes da UNESP tentarem “dar essa volta” nas entidades responsáveis pela criação de Cursos de Medicina.
OS TRAIDORES DE BOTUCATU foram desmascarados!
A FMB da UNESP permanecerá ÍNTEGRA!
A EDUCAÇÃO SUPERIOR DE SÃO PAULO SAIU VITORIOSA!
A SOCIEDADE ORGANIZADA SEMPRE VENCE!!!

Anônimo disse...

Maria Luiza Caldas (FACEBOOK): Ouvi o Professor Herculano na Municipalista...até agora, foi a única pessoa que mostrou seu posicionamento de forma clara e precisa e, se alguém até agora tinha dúvidas sobre o porque das 60 vagas de medicina em Bauru, que não se iludam, isso não um mero acaso inocente e sim, um fato político e que o povo de Botucatu, não deve aceitar goela abaixo esses desmandos do PSDB comandado pelo Sr. Pedro Tobias. Abraços!!!

Anônimo disse...

Ana Maria Tancler Stipp (Facebook): É isso aí Armando, é bom esclarecer direitinho, pois tem mta gente achando tudo mto normal e se esquecendo até que é botucatuense. Acredito que a divulgação dos reais fatos, o esclarecimento e a abertura de discussão, trará mais gente interessada e disposta a lutar por Botucatu. Qto a isso vc tem se mostrado um exemplar cidadão interessado pelas coisas de nossa querida Botucatu. Parabéns e vamos à luta.

Anônimo disse...

Delmanto, depois dos posicionamentos firmes da rádio Municipalista e da rádio Clube FM e agora com a posição do Diário da Serra, a entrevista do professor Herculano para o jornal e para a rádio PRF-8 foi a “pá de cal” nas pretensões “malandras” do deputado Pedro Tobias apoiado pelo pessoal do PSDB de Botucatu, chefiados pelo prefeito Curi. Mas quanto docentes da FMB ficaram em cima do muro ou se esconderam para não contrariar publicamente a vice-reitora e o vice-diretor da FMB...
E quanto políticos ficaram em absoluto silêncio...Que vergonha...
Então, se Botucatu tiver que se defender tem que “se virar nos trinta!”?
Está na hora de Botucatu passar a limpo a sua política representativa e suas lideranças políticas.
Tem muito “oportunista” querendo só levar vantagem!
Fora os traidores de Botucatu!
(carla.bueno2011@bol.com.br)

Anônimo disse...

É importante destacar que o Prof.Dr.Joel Spadaro, Professor Titular da Faculdade de Medicina/UNESP, ex-Diretor da Faculdade de Medicina/UNESP, ex-Prefeito Municipal de Botucatu também está se posicionando firmemente CONTRA essa tentativa de Bauru usar a tradição e a competência da Faculdade de Medicina de Botucatu!
É uma vergonha!
E o prefeito e o PSDB de Botucatu ficam se escondendo. É uma vergonha! (pinto.rodolfo28@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Eunice Lima (Facebook): compartilhou sua foto.
Entenderam ou quer que eu desenhe!

Anônimo disse...

Foi dito que o dr. Herculano exerceu vários cargos, mas se esqueceram de dizer que ele foi presidente do PSDB/Botucatu. E sempre agiu com ética e coerência política.
No PSDB é preciso diferenciar as pessoas: tem um Pedro Tobias mas tem um Fernando Henrique Cardoso, também!
Pena que o prefeito de Botucatu e o diretório atual tenham se posicionado subalternamente a um político como o Pedro Tobias. É uma vergonha!
(jair.castro66@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

João Figueiroa (Facebook): compartilhou sua foto.
Já me falaram deste artigo. Vou compartilhar, concordando inteiramente com as considerações do Dr. Herculano

Anônimo disse...


Ricardo Galendi (Facebook):
Bom dia a todos. Com esse tempinho, pude perceber que é grande o número de amigos on line. Peço suas licenças e recomendo a todos a lerem a matéria do Pedro Manhães no Diário da Serra de ontem, a do Dr. Herculano de hoje, ou ainda visitem o blog do Dr. Armando Delmanto. Vamos nos fortalecer, vamos protestar e divulgar ao máximo. Quem sabe não chega aos ouvidos de nossos governantes, desses falsos moralistas que sempre fizeram o que bem entenderam dentro da "Nossa Faculdade de Medicina" e agora ficam manipulando como se fosse deles. Chega de "palhaçada", vamos apoiar os que ainda "AMAM" nossa cidade e que nenhum mal caráter mexa com a "Menina" dos olhos de que qualquer Botucatuense que se preze. Obrigado.

Anônimo disse...

Ricardo Galendi :
Boa tarde Dr. Delmanto.
Acompanhando seu blog, fico imaginando como seria diferente, se todos tivessem essa ousadia em querer por os "pingos nos i". Digo isso não me referindo somente a questão Unesp, mas em questões cotidianas onde é hábito a troca de favores, onde trocam caráter por cargos, por dinheiro, onde usam "amigos" como degrau. Felizmente, tenho orgulho em poder ver que existem pessoas diferenciadas e tenho a certeza, que o senhor é claro e objetivo em todas suas ações, por não fazer parte desse tipo de gente que acabei de citar e não deve favor nenhum a essa corja de safado. Infelizmente, as vezes sou repudiado por também tentar ser transparente. Recebo alguns puxões de orelha por ser comerciante e não poder falar tudo o que penso, como no caso de hoje que me manifestei no Facebook, concitando aos amigos a acompanhar seu blog e juntos, evitar o pior. No entanto fiz o que achei que deveria fazer, dando esse apoio ao pai de meus fraternos irmãos e a nossa cidade, que tanto quanto o senhor, tenho eterna paixão e estarei sempre ao lado de quem luta para ver um cidade justa e perfeita.
Um grande abraço.
Ricardo Veículos

Anônimo disse...

jose eduardo soares candeias candeias:
Aproveito para cumprimentá-lo pela luta, via blog, da nossa medicina.
Vergonhoso o que está ocorrendo.
E o pior, já há muito tempo.
Abraços
Candeias

Anônimo disse...

Carlos Teixeira Pinto (Facebook): Não sabia ; entendi agora ; que absurdo .

Anônimo disse...

Hoje, o prefeito João Cury deveria ser o mais interessado em parar com o processo que quer levar 60 vagas da medicina de Botucatu para Bauru. Ele sabe que ser for feita essa loucura ele irá carregar para sempre essa mancha que afogará a sua carreira política. É o preço a ser pago para quem foi até o dia de hoje conivente com esse roubo, encabeçando a lista dos traidores de Botucatu. Acorda João! (p.gomes@yahoo,com.br

Anônimo disse...

Flavio Massone (Facebook): O DR Herculano está coberto de razão pois realmente é uma manobra espúria para no futuro montar uma faculdade de Medicina. Não existe filial em Faculdade de Medicina.Tratem bem a matriz pois é ela que forma os bons profissionais.Entreguem essas novas vagas para Botucatu e invistam mais em Botucatu que já tem estrutura montada e deixem a política de lado.

Anônimo disse...

Armando Delmanto (Facebook): É isso mesmo! Que venham mais 60 vagas de medicina para NOSSA Unesp , na NOSSA BOTUCATU! Nada contra Bauru conseguir uma Faculdade de Medicina ... mas não às custas da Unesp e com prejuízo futuro à nossa cidade. É bairrismo sim! E que venham também mais LEITOS! Que ORGULHO dos Botucatuenses bairristas!

Anônimo disse...

Flavio Massone (Facebook): Creio que o meu amigo Dr Herculano acertou na mosca nas suas críticas pois é preferível investir em Botucatu estas vagas do que numa suposta "filial" coisa que nunca vi em lugar nenhum do mundo em faculdades de medicina a 98 km de distância.Está me cheirando mais coisa política do que coisa técnica.Ou melhor alguém está preparando seu berço!!!! — com Armando Moraes Delmanto.

Anônimo disse...

Joacas Pinheiro Salles Junior (Facebook): O senhor Carlos Ramos trabalha com muita sabedoria que infelizmente os outros presidentes de partidos em Botucatu nem se declaram isso é ruim para a democracia partidos que exitem só em época de eleições. Parabéns Carlos Ramos tenho orgulho de ter o senhor como meu presidente do PT de Botucatu

Gerson Fernando Gonçalves disse...

A entrevista do Dr. Herculano trata de maneira clara os reais motivos para que as vagas, se forem criadas, venham para Botucatu, pois aqui temos toda a infra-estrutura necessária. Não somos contra município algum, somos contra a manipulação vergonhosa de alguns políticos que gostam de aproveitar de situações e querem cortar caminho para a criação do curso de medicina, seno que deveriam se preocupar com atuar como verdadeiros políticos para os quais foram eleitos.

Anônimo disse...

Armando Delmanto (Facebook); É muito simples Andreia Henrique. Foram criadas mais 60 vagas para nosso curso de medicina na Unesp Botucatu, só que, por politicagem e interesse pessoal de alguns, querem levá-las para Bauru. É um absurdo! Como disse o dr Flávio Massone , não existe "filial". Se isso acontecer, será muito ruim para nossa cidade e para nosso tradicional curso de medicina. Eles que criem uma Faculdade de Medicina por lá, sem ser da Unesp!

Anônimo disse...

• Andreia Henrique (Facebook): Por favor explique para nos o que está acontecendo com a unesp.....o que vai mudar p Bauru....nos ajudem a entender.

Anônimo disse...

Armando Delmanto (Facebook); É muito simples Andreia Henrique. Foram criadas mais 60 vagas para nosso curso de medicina na Unesp Botucatu, só que, por politicagem e interesse pessoal de alguns, querem levá-las para Bauru. É um absurdo! Como disse o dr Flávio Massone , não existe "filial". Se isso acontecer, será muito ruim para nossa cidade e para nosso tradicional curso de medicina. Eles que criem uma Faculdade de Medicina por lá, sem ser da Unesp!

Anônimo disse...

Essa Audiência Pública na Câmara Municipal foi uma piada. Parece que queriam dar um palco para o Peraçoli, vice-diretor, tentar justificar o injustificável...A diretora, então, tão humilde veio com a lenga-lenga de “que somos ( ela e o vice) pessoas simples, modestas, só vivemos para o trabalho...(sic)”. E, depois, confessou, ela e o vice, que tudo começou quando o deputado Pedro Tobias veio a Botucatu e mandou que eles fossem procurar o Secretário Estadual da Saúde que queria falar com eles. Foram pra São Paulo e o Secretário disse que Bauru estava passando por uma grave crise na área da saúde e que o Estado queria ajudar e a Faculdade de Medicina de Botucatu também tinha que ajudar... E assim surgiu o projeto “cavalo de tróia” de se criar vagas para a Faculdade de Medicina de Botucatu para serem instalados em Bauru. Tão bonzinhos esses dois diretores da FMB!
Depois, o vice-prefeito Caldas tentando convencer que Botucatu não tem condições de aumentar as vagas, porque a maioria das faculdades oficiais tem em média 100 vagas e só bateu nessa tecla: Botucatu não tem condições, no momento, de aumentar nenhuma vaga, mas Bauru que vive uma grave crise na administração da saúde, não tendo nenhuma infra-estrutura para abrigar um curso de medicina, tem. Me engana que eu gosto... Esse vice é uma figura, acha que convenceu alguém... Esse pessoal ficou completamente desmascarados!
E o prefeito Curi só fala que não é contra nenhuma faculdade de medicina em qualquer cidade e que não é contra o curso de medicina em Bauru desde que não falte verba para Botucatu. Esse rapaz está me saindo muito “espertinho”, ou ele acha que alguém vai falar que vai faltar verba para Botucatu? Acorda prefeito! Já falta verba para a UNESP em geral e para os campi de Botucatu. O pessoal está em greve, tá sabendo?
Essa sua ligação com o Pedro Tobias ainda vai detonar as suas pretensões políticas e ponha no meio desse desastre o irmãozinho pretendente a deputado o vice que quer ser prefeito, afinal já está por 12 anos nos “gostosos” cargos públicos da prefeitura...é essa mamata vai acabar. Acorda, gente de Botucatu!
(mariceiaoliveira@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

• Renato Galendi (Facebook): Golpe baixo, daqueles que têm compromisso apenas com próprio umbigo...

Anônimo disse...

Andreia Henrique (Facebook): Mas isso com certeza tem que ser falado p população pois Botucatu só vai perder com isso ...que absurdo ...meu Deus .

Anônimo disse...

Paulo Traiman (facebook): Politicagem de baixo nível .A máscara de vários vai cair e Botucatu só vai perder

Anônimo disse...

Paulo Traiman (Facebook): E' bom começar dar nomes e mostrar quem quer as vagas para Bauru

Anônimo disse...

Marta Perolla (Facebook): Será que tem algo de Famesp nisso??? essa doença está levando muito a sério , vamos arrumar a Unesp e etc.... , mas onde mesmo estão arrumando??????? é a coisa esta feia , algo tem que ser feito

Armando Moraes Delmanto: Marta, já saiu em discurso na Assembléia Legislativa e é tratado esse assuntos nos meios políticos: A FAMESP (como braço privado da Secretária da Saúde) está passando a administrar “n” hospitais no Estado. Ora, a FAMESP é apenas uma ONG. Teria ela autorização legislativa para aplicar, sem os rígidos controles do Estado, milhões e milhões de reais (já conta com 5.000 funcionários,contrata por seleção e não faz concorrência pública). Estão comparando a FAMESP ao antigo BANESER que tanto prejudicou a imagem do Estado de São Paulo. É preciso uma fiscalização do Tribunal de Contas do Estado e da Assembléia Legislativa. E, exatamente onde a FAMESP já administra 5 Hospitais (Bauru, por insolvência e má gestão), é que se quer criar um Curso de Medicina... Parece coisa “casada”! É preciso muita atenção e fiscalização nesta hora.

Hadel Rachid disse...

DEMISSÃO E RETALIAÇÃO CONTRA O AUMENTO DE 20% DO SALÁRIO DOS TÉCNICOS EM RADIOLOGIA DA FAMESP DE BAURU
Alguns profissionais técnicos em radiologia, que trabalham para o Hospital Estadual de Bauru/SP – FAMESP (empresa do PSDB), nas condições celetistas, cuja contratação foi por meio de processo seletivo público, estão sendo demitidos vários pais de família sem justa causa por motivos obscuros. A causa aparente, talvez, seja por corte de funcionários, devido ao aumento de 20% na remuneração da categoria dos técnicos em radiologia, conquistada pelo sindicato da categoria - SINTARESP.
Penso que essa atitude arbitrária, covarde, suja e deplorável do DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS (RH) da FUNDAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO MÉDICO HOSPITALAR ou FAMESP foi uma RETALIAÇÃO contra o acordo sindical conquistado pelo SINTARESP (SINDICATO DOS TÉCNICOS E TECNÓLOGOS DE SÃO PAULO). Percebe-se que deixou clara a existência de uma perseguição pessoal por parte da chefia do RH, consequentemente houve a prática intimidatória de assédio moral.
No entanto, haverá mais retaliações insanas e covardes de demissões contra os funcionários do setor. Neste caso, até agora, todas as formas de abordagem, por parte do RH, são de forma agressiva, sendo interpretadas como assédio moral intimidatório contra uma simples correção salarial equiparada ao piso Nacional.
Nós técnicos em radiologia da cidade de Bauru estamos consternados com essa situação constrangedora e desumana. Não podemos permitir que uma fundação, como a FAMESP, trate os funcionários da saúde como cães até que sejam expulsos a pontapés.
Até agora o MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, do Estado de São Paulo, não se pronunciou contra ou a favor a essas demissões em massa no Hospital HE de Bauru. Portanto, fica evidente a prática de prevaricação e omissão dos representantes dos poderes públicos com relação a esses atentados agressivos contra os direitos humanos, contrariando assim a CONSTITUIÇÃO FEDERAL de proteção ao trabalho e a outros direitos como: a saúde, a educação, ao lazer, entre outros. E segundo reza a nossa CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA, Declaração Universal dos Direitos Humanos, artigo 23º: “Toda pessoa que trabalha tem direito a uma remuneração justa e satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível com a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social."
Contudo, cabe ressaltar, ao trabalho nem sempre foi dada a devida tutela estatal, sendo recentemente reconhecido como direito social. Inicialmente o estado não intervinha em relação trabalhista, prevalecendo o contrato feito entre trabalhador e patrão.
Caso o MINISTÉRIO PÚBLICO não se pronunciar contra este tipo de mecanismo ou procedimento intimidatório aos funcionários do Hospital HE de Bauru, então estaremos permitindo a violência contra nossa dignidade humana e contra a Constituição Federativa do Brasil.
Enfim, a democracia dos direitos dos trabalhadores neste recinto hospitalar está encarcerada pelos corruptos que administram aquele Hospital.
É de extrema importância e urgência que se peça ao PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA ou à PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA uma Auditoria para fiscalizar para onde realmente são destinados os recursos oriundos do Sistema Único de Saúde - SUS.
HADEL RACHID DAHER JUNIOR
RACHID.’.


Postar um comentário